Musicoterapia

O que é?

“Musicoterapia é a utilização profissional da música e seus elementos, para a intervenção em ambientes médicos, educacionais e cotidiano com indivíduos, grupos, famílias ou comunidades que procuram otimizar a sua qualidade de vida e melhorar suas condições físicas, sociais, comunicativas, emocionais, intelectuais, espirituais e de saúde e bem-estar. A educação, a prática e o ensino clínico em musicoterapia são baseados em padrões profissionais de acordo com contextos culturais, sociais e políticos”. Definição atualizada da World Federation of Music Therapy (WFMT), em 2011.

É uma modalidade terapêutica reconhecida pela Organização Mundial de Saúde.

Ou seja: a Musicoterapia é a utilização da música e seus elementos por um profissional especializado e qualificado para a intervenção, com objetivo de melhorar a qualidade de vida, desenvolver potenciais ou restabelecer funções físicas, mentais e sociais por meio de um processo que envolve a relação e a comunicação estabelecida entre a pessoa e os recursos sonoros.

A Musicoterapia, prática que se estruturou a partir dos anos 40 do século passado, teve seu surgimento oficial durante a Segunda Guerra Mundial, quando a música passou a ser utilizada cientificamente e com fins terapêuticos na reabilitação e recuperação dos soldados feridos.

Sessões de Musicoterapia

Pode-se utilizar como ferramentas instrumentos musicais, qualquer objeto que emita som, o próprio corpo, aparelho de som e cd (ou qualquer objeto de mídia), recursos gráficos e artísticos, entre outros materiais.

A quem se destina?

Pode ser utilizado em qualquer área que haja demanda, seja promovendo saúde, reabilitando, atuando como medida de prevenção ou simplesmente para melhorar a qualidade de vida.

Profissional que atende no Instituto Indianópolis

Mirna Domingos

Tipos de atendimentos que você vai encontrar aqui no Instituto:

ATENDIMENTO CLÍNICO INDIVIDUAL de musicoterapia

Sessões semanais com duração de 40 minutos.

É um processo sistemático, evolutivo, sequencial, que envolve uma relação cliente/musicoterapeuta. As intervenções e interações são através da música, de acordo com as necessidades do cliente, sem o compromisso da estética musical.

CENTRO DE ATIVIDADES – Oficinas de musicoterapia

As atividades são desenvolvidas em grupos de 04 a 10 participantes, com encontros semanais de 60 minutos.

O objetivo é através das músicas trabalhadas desenvolver com os alunos a escolha pessoal, através do conhecimento, reconhecimento, discriminação e escolha das músicas e compartilhamento com o grupo, dentro da proposta pedagógica com o grupo, de maneira divertida, inserindo, ainda, o desenvolvimento da musicalidade como forma de expressão e comunicação. Apresentações temáticas e pontuais, aberta aos familiares, com foco na integração social.

MUSICOTERAPIA NA EDUCAÇÃO ESPECIAL – Infantil

Atividades semanais, em grupo – 30 minutos.

O objetivo é através do desenvolvimento da percepção e utilização dos parâmetros sonoros estabelecer um canal de comunicação não verbal e/ou uma ponte para a comunicação verbal, desenvolver a criatividade, habilidades perceptivas e cognitivas, a liberdade de expressão, a espontaneidade, a capacidade lúdica, a auto expressão e formação da identidade. O trabalho é transversal, alinhado aos temas da sala, estimulando outras áreas do aprendizado como a matemática, a geografia, ciências, com jogos e brincadeiras musicais.

MUSICOTERAPIA NA EDUCAÇÃO ESPECIAL – Jovens e Adultos

Atividades semanais, em grupo de 30 minutos.

O objetivo desse trabalho é melhorar atenção e orientação, desenvolver e manter a memória, esquema corporal, desenvolver a comunicação e interação social. Isso será estimulado e feito através da livre expressão sonoro-musical-corporal, manusear e tocar os instrumentos musicais e apreciação musical. O repertório é desenvolvido a partir da necessidade e gosto musical dos participantes e dos eventos que ocorrem durante o ano.

PROGRAMA MÚSICA PARA TODOS

Atividades mensais de 30 minutos, em grupo.

Esse programa foi desenvolvido a partir da observação do interesse dos alunos pelas atividades com música em geral. Os alunos que tem atendimento individual e os que frequentam as oficinas do centro de atividades também participam desse programa recreativo.

Os benefícios dessas atividades são vários, dentre eles: auto expressão, socialização, melhora na concentração, manter as habilidades adquiridas, além de ser muito divertido e prazeroso.

O musicoterapeuta estará com os grupos uma vez por mês, os participantes terão a oportunidade de manusear e explorar instrumentos diversos, cantar e interagir de maneira lúdica e divertida. É um trabalho pontual de recreação com música.